Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

Saúde da mulher e os cuidados ginecológicos

A rotina das mulheres requer alguns cuidados específicos e atenção, conforme o período do ciclo menstrual. Por isso, na matéria, nós conversamos com a Ortopedista Dra. Cristiane Muniz e a Ginecologista Lilian Serio para entender mais sobre a saúde íntima da mulher. Confira!

Por dentro da saúde da mulher

A saúde da mulher envolve uma série de complexidade e que merece bastante atenção. A sexualidade feminina engloba pequenos detalhes que têm influência direta na qualidade de vida das mulheres. Por isso ressaltamos alguns pontos importantes.

Dor pélvica

A dor pélvica é uma queixa muito comum, sentida na região abaixo do abdome, conhecida popularmente como "pé da barriga". Geralmente, dores nessa região são sinal de problemas ginecológicos, urológicos, intestinais ou estão relacionados à gravidez.

Principais causas de dores pélvicas

- desconforto no período menstrual;

- endometriose;

- inflamação nos ovários, trompa ou vagina.

Dor durante a relação sexual

Há duas classificações para essas dores:

- dor superficial: acontece em volta da abertura da vagina, normalmente no momento da penetração;

- dor profunda: quando é dentro da pelve, geralmente durante o movimento peniano.

Nos dois casos a manifestação é com ardência ou uma cólica intensa. Quando a relação impede a sensação de prazer, o indicado é procurar a ajuda de um ginecologista.

Anorgasmia

A anorgasmia é a dificuldade ou incapacidade de se chegar ao orgasmo. É considerada uma doença e pode acontecer por vários fatores, como o envelhecimento, problemas físicos devido a doenças que afetam a região, como diabetes e esclerose múltipla, cirurgias ginecológicas e também por pressões psicológica.

Corrimentos

Ter secreção vaginal é normal, o que não é saudável é ter corrimentos com coceira, cor, cheiro, consistência mais espessa ou diferente do costume. Isso pode ser sinal de infecção ou de alguma doença sexualmente transmissível.

Assepsia

Ter uma boa higiene da região íntima feminina é fundamental para prevenir fungos e bactérias e vírus, mas alguns cuidados simples podem evitar essas complicações:

- lave a vagina com bastante água;

- use sabonete neutro (fórmulas com perfume podem causar alergias);

- afaste os lábios delicadamente e limpe os sulcos entre essas partes;

- prefira calcinhas de algodão, que facilitam a ventilação;

- durante a menstruação, troque os absorventes com frequência.

Dor nas mamas

A dor nas mamas é outra coisa que incomoda as mulheres e esse desconforto tem a ver com a TPM. No período próximo a menstruação, a concentração dos hormônios está mais alta e as mamas tendem a ficar mais doloridas e mais inchadas.

A TPM eleva os níveis de hormônios e pode deixar as mamas doloridas.

Dor nas costas

Sentir dor nas costas é uma queixa recorrente também. A principal causa é a fraqueza da musculatura dessa região, porém quem tem seios grandes, tende a ter esse desconforto maior.

A mama grande, não necessariamente, causa a dor nas costas, mas pode agravar o desconforto de quem já tem má postura ou fraqueza muscular nessa região.

Cuidados para minimizar as dores das costas em quem tem seios grandes:

- usar sutiã de alça mais larga;

- usar top de ginástica para maior sustentação.

Mitos X Verdades em relação a TPM

Existem muitos mitos e verdades que rondam o universo da TPM, que muitas mulheres ainda possuem dúvidas. Confira!

Verdade

- TPM não é frescura;

- durante a TPM há mais casos de suicídio (os hormônios têm uma concentração maior nesse período e podem alterar o psicológico das mulheres, gerando ansiedade, irritação, depressão e levando até a morte);

- fazer atividade física melhora a TPM;

- comer alimentos com pouco açúcar e pouca gordura alivia a TPM.

Mito

- anticoncepcional causa TPM;

- não lavar o cabelo durante a TPM é ruim;

- andar descalço durante a TPM faz mal.

TDPM - Transtorno Disfórico Pré-Menstrual

Esse transtorno surge antes da menstruação e causa sintomas parecidos aos da TPM. Sintomas da TDPM:

- irritabilidade;

- humor deprimido;

- ansiedade;

- pensamentos autodepreciativos;

- instabilidade emocional;

- dificuldade de concentração;

- falta de interesse em atividades habituais;

- fadiga, apetite descontrolado.

Cistos X Pólipos

Cistos são bolinhas de água totalmente benignas. Não há motivos para preocupação.

Pólipos são uma espécie de carne. Se há sangramento ou a vontade de engravidar, tem indicação cirúrgica para retirada, porque ele fica no lugar onde o bebê ficaria.

Como escolher o melhor contraceptivo?

Todos são bons. A diferença está na atenção ao uso deles.

Pílula

A pílula é o método anticoncepcional mais popular. Deve ser tomada todos os dias, e de preferência, no mesmo horário. Caso haja esquecimento de uma dose ou outra, há também a diminuição da eficácia.

Injeção, DIU, adesivos e anel vaginal

São boas opções para quem é mais esquecido.

Vale ressaltar que o uso do método contraceptivo é individual e o ideal é passar pela consulta do ginecologista para a melhor escolha.

O método mais eficaz e recomendado é a camisinha. Além de evitar a gravidez indesejada, também previne contra doenças sexualmente transmissíveis.

Lembre: Ter uma rede de apoio é fundamental para uma boa qualidade de vida!

- tenha convívio familiar;

- tenha um ciclo social;

- gaste tempo com seus amigos;

- faça terapia;

- pratique o autoconhecimento.

Você pode gostar

Como cuidar do cabelo ondulado? Dicas para seus fios naturais
Beleza

Como cuidar do cabelo ondulado? Dicas para seus fios naturais

Tumor no cérebro: conheça sintomas, tipos e tratamentos
Saúde

Tumor no cérebro: conheça sintomas, tipos e tratamentos