Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

Corrida para um coração forte. Veja benefícios da modalidade

Tempo estimado: 6 min

Facebook
Twitter
WhatsApp
Corrida para um coração forte. Veja benefícios da modalidade

Não é novidade que a prática de atividade física é uma grande aliada do bem-estar físico e mental. Entre tantas opções, uma tem ganhado cada vez mais adeptos. Modalidade queridinha de quem quer emagrecer e tonificar os músculos, a corrida é excelente também para a saúde do coração. Além disso, ela é de fácil acesso e baixo custo: basta um par de tênis, roupas leves e água. 

O Sempre Bem reuniu informações que explicam como a corrida pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares. 

Saúde do coração

O coração é responsável pela distribuição sanguínea nas artérias do corpo. Por dia, ele bombeia mais de 70 mil litros de sangue, mantendo o bom funcionamento do organismo. Para que a saúde do órgão seja potencializada, é indispensável a adoção de um estilo de vida mais equilibrado. Por isso, mudar hábitos relacionados à alimentação, sedentarismo e parar de fumar, é fundamental.

Entretanto, diversas condições podem aumentar os riscos de desenvolver problemas de saúde. Colesterol alto, hipertensão arterial e obesidade são importantes fatores de risco para doenças cardíacas. 

Obesidade

O coração de quem tem obesidade sofre uma série de alterações. A gordura em volta dele potencializa o risco de entupimento das artérias. Além disso, com níveis elevados de açúcar no sangue (glicose), aumentam as chances de ocorrer enrijecimento do músculo cardíaco, o que impede seu funcionamento adequado.

Leia também (Obesidade infantil: quais os riscos?)

Hipertensão

A pressão alta é uma doença crônica caracterizada pelos níveis de pressão sanguínea nas artérias. Ela faz com que o coração precise de um esforço maior para distribuir o sangue corretamente pelo corpo. A doença afeta 30 milhões de brasileiros e não apresenta sintomas em 99,9% dos casos, podendo levar à morte.

Saiba ainda (Os riscos da hipertensão durante a gravidez)

Colesterol alto

Doença silenciosa, o colesterol elevado é uma das principais causas de doenças cardiovasculares no mundo. No Brasil, são aproximadamente 300 mil óbitos todos os anos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 40% dos brasileiros têm colesterol acima do limite máximo (240 mg/dL). 

Leia o artigo (O papel da alimentação no combate ao colesterol ruim) 

Corrida

A corrida é uma atividade aeróbica que melhora a capacidade do coração de bombear o sangue para o restante do corpo. Com a prática regular, há aumento do condicionamento físico, fazendo o corpo economizar energia para realizar algumas tarefas, como subir escadas, por exemplo. Essa resistência evita que o organismo se sobrecarregue, o que facilita o controle do colesterol, da pressão arterial e do peso. 

Os efeitos positivos já podem ser sentidos na segunda ou terceira semana praticando corrida de longa duração e baixa densidade. E o melhor é que, ao longo do tempo, seu condicionamento vai aumentando cada vez mais e afastando os problemas cardíacos.

Não deixe conferir (Itens indispensáveis na hora da corrida)

Reduz o peso

Correr faz bem e promove um grande perda calórica - em apenas 30 minutos de atividade, pode-se gastar 600 calorias, a depender da intensidade do treino, claro. Quando corremos, o corpo busca energia nas reservas de açúcar e, como elas se esgotam rapidamente, passam a converter a gordura corporal em energia para os músculos, resultando em perda de peso.

Diminui o colesterol

Correr é uma excelente forma de reduzir os níveis de colesterol "ruim" (LDL) e aumentar as taxas de HDL, o bom colesterol. Segundo o artigo científico “Running as a Key Lifestyle Medicine for Longevity”, quem pratica esse exercício físico vive cerca de três anos mais do que os não praticantes. 

O cardiologista Ricardo Pereira explica a diferença entre (O Bom e o Mau Colesterol) Veja o vídeo!

 

Controla a pressão arterial

Pessoas com hipertensão podem praticar a corrida de rua por tempo médio de 30 a 60 minutos, desde que não seja muito intensa. A atividade promove a dilatação dos vasos sanguíneos, melhorando o desempenho do sistema cardiovascular como um todo. Também é importante que, nesses casos, haja acompanhamento médico.

Ajuda contra insuficiência cardíaca

A corrida é um dos exercícios indicados para quem tem insuficiência cardíaca (IC), doença em que o coração não consegue bombear o sangue devidamente. A atividade melhora a frequência cardíaca de repouso e o consumo de oxigênio, fatores que aumentam a capacidade cardiovascular após um período de treinamento. O ideal é correr de 3 a 5 vezes por semana e o exercício precisa ser autorizado pelo cardiologista.

Alimentação saudável

Claro que os alimentos também podem afetar a saúde do coração. Por isso, além de correr, é importante adotar uma alimentação saudável e beber bastante água para garantir o bom funcionamento do organismo.

Confira ainda (Alimentação saudável é desafio nas férias)

10º Circuito de Corridas Pague Menos

Todos os anos, a Pague Menos organiza seu Circuito de Corridas em algumas cidades do Brasil. Desde 2010, a maior “showrrida” do Brasil já marcou presença em mais de 18 cidades, com um total de 32 etapas e mais de 135 mil corredores.

Além de oferecer percursos voltados para atletas profissionais, o evento, que está em sua 10ª edição, tem trajetos que atraem corredores iniciantes de todas as idades, combatendo o sedentarismo e estimulando hábitos de vida saudáveis. Tudo isso acompanhado de uma programação especial, com organização e segurança de padrão internacional, para garantir que os competidores e sua família possam viver uma experiência plena de saúde e lazer. 

Assuntos relacionados

Referências: Ministério da Saúde | Ativo.com | SBCBM