Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

10 melhores vitaminas para queda de cabelo

As vitaminas para queda de cabelo são essenciais para o fornecimento de nutrientes e fortalecimento dos fios, a fim de evitar o agravamento do problema.

Tempo estimado: 7 min

Facebook
Twitter
WhatsApp
10 melhores vitaminas para queda de cabelo

Existe um ciclo natural de queda de cabelo, quando os fios nascem, crescem, estabilizam, caem e se renovam. Entretanto, a perda excessiva pode ser um indicativo de que os fios precisam de nutrientes para ganhar resistência.

As vitaminas para queda de cabelo são fundamentais, uma vez que oferecem uma combinação de elementos que, aliados a uma boa alimentação, podem manter o processo de queda dentro de um limite aceitável, o que gira em torno de 60 a 100 fios de cabelo por dia.

O objetivo deste post é apresentar as principais causas da queda de cabelo e falar da importância das vitaminas para evitar a perda em excesso. Continue lendo e veja 10 vitaminas essenciais para fortalecer o cabelo e como inserir seu consumo na rotina!

Principais causas da queda de cabelo

A queda de cabelo natural é até benéfica, pois permite o nascimento de novos fios, mais fortes e viçosos. No entanto, em volume acima da média diária prevista é preocupante, o que vale a observação das possíveis causas.

Relacionamos alguns dos motivos mais comuns da queda de cabelo desproporcional. Confira!

Alimentação deficiente

Uma alimentação saudável deve ser rica em nutrientes, vitaminas e minerais, para fortalecer o organismo e, automaticamente, os cabelos e unhas. É essencial consumir alimentos com alta concentração de proteínas, zinco, ferro, vitaminas A e C, para evitar a queda capilar.

Genética

A queda de cabelo, especialmente, nos homens pode estar associada ao fator genético em função do histórico de calvície na família.

Estresse e ansiedade

Em níveis elevados essas duas condições emocionais podem gerar o desequilíbrio do cortisol, hormônio que se associa ao estresse. Assim, é provável que a pessoa seja afetada pelo eflúvio telógeno, situação de perda dos fios direto no couro cabeludo em quantidade muito superior ao normal.

Medicamentos

Alguns medicamentos como antidepressivos, anticoagulantes ou para hipertensão podem causar efeitos colaterais e colaborar para que os cabelos caiam em maior quantidade. Nesse caso, o médico deve ser consultado para introduzir a suplementação adequada.

Menopausa ou andropausa

A menopausa das mulheres ou andropausa dos homens potencializam a alteração hormonal, provocando a queda de cabelo em excesso.

Hipotireoidismo

O mau funcionamento da tireoide pode acarretar o hipotireoidismo, que provoca a produção deficiente de hormônios importantes nas funções metabólicas e de crescimento dos fios de cabelo.

Pós-parto

Logo após o parto os níveis de hormônios como estrógeno, progesterona, HCG, ocitocina e prolactina caem, o que pode tornar os cabelos mais fracos e quebradiços, provocando a queda.

Fungos

Os fungos podem atingir não apenas as unhas, mas também, o couro cabeludo, o que produz a descamação, desestabilizando assim, a estrutura dos fios. É mais comum surgirem quando o sistema imunológico está desprotegido, por isso, a suplementação de vitaminas é tão importante.

Anemia

A ausência de ferro no organismo desencadeia um quadro de anemia, com deficiência na produção de hemoglobina. A proteína é responsável por levar oxigênio às células vermelhas do sangue para todos os tecidos, o que inclui o couro cabeludo e quando não acontece, os fios são afetados.

Uso de produtos químicos

Alguns produtos como alisantes, formol e tinturas podem ser responsáveis pelo enfraquecimento do cabelo. São itens que costumam atingir a raiz e a cutícula dos fios, fazendo com que caiam com maior frequência.

Alopécia

A alopécia areata é uma condição desencadeada por questões genéticas ou doenças autoimunes, como vitiligo e lúpus.

São eventos que provocam a queda de cabelo da cabeça e de pelos em quase todas as regiões do corpo — sobrancelha, barba, pernas e braços.

Importância das vitaminas para queda de cabelo

O organismo depende de vitaminas e nutrientes para se manter forte, resistente e saudável, o que pode ser conquistado com uma boa alimentação. Entretanto, quando a queda de cabelo se torna persistente, pode ser um sinal de necessidade de suplementação.

Com isso, a melhor forma de tratar a queda de cabelo é introduzir na rotina as vitaminas essenciais, que ajudam a minimizar a condição de queda e devolvem ao cabelo a força necessária.

As 10 melhores vitaminas reduzir a queda de cabelo

Cada tipo de vitamina terá uma função determinante no fortalecimento do couro cabeludo e crescimento dos fios. A regularidade de uso, sob orientação do especialista, vai ajudar a manter a proteção capilar contra a queda de cabelo.

É importante buscar orientação, pois as causas devem ser investigadas para que o tratamento seja mais eficiente e adequado. Além disso, o uso em excesso de determinadas vitaminas é mais prejudicial do que benéfico.

Veja as principais vitaminas e como agem no organismo como prevenção da queda de cabelo!

1. Vitamina A

Com função antioxidante, a vitamina A contribui para a produção de queratina e colágenos, primordiais na composição dos fios. O sebo hidrata e protege o couro cabeludo, sendo a deficiência dessa vitamina, um agravante para a queda de cabelo, por isso, sua reposição ajuda a reduzir o problema.

2. Vitaminas do complexo B

As vitaminas como biotina, riboflavina, B3, B5, B12 e ácido fólico que compõem o complexo B ajudam o couro cabelo a prevenir o envelhecimento dos fios e a queda. Enquanto, a vitamina B3 ajuda no aumento da circulação no couro cabeludo, a B5, por exemplo, previne também a perda de coloração natural dos fios.

3. Vitamina C

Também com ação antioxidante e contribuição na produção de queratina e colágeno, a vitamina C colabora para a melhor absorção do ferro no organismo, favorecendo a circulação sanguínea e, por consequência, a formação consistente dos fios.

4. Ácido fólico

A renovação celular proporcionada pelo efeito do ácido fólico no organismo é essencial para o crescimento adequado do cabelo. Se os fios crescerem fortes e saudáveis dificilmente sofrerão quedas fora da normalidade.

5. Vitamina E

A vitamina E age na proteção das células contra os radicais livres, o que evita seu envelhecimento. Dessa forma, o couro cabeludo se mantém saudável.

6. Vitamina D

A função da vitamina D no organismo, com atividade antioxidante e anti-inflamatória, é primordial para a saúde do couro cabeludo. A suplementação regular promove a recuperação da estrutura dos fios, o que pode contribuir para a diminuição da queda de cabelo.

7. Ferro

O ferro é o mineral responsável pela produção da hemoglobina, que tem a missão de transportar o oxigênio pelas células vermelhas do sangue até chegar aos tecidos. Assim, o couro cabeludo precisa participar desse processo para que os fios cresçam e se desenvolvam fortes e saudáveis.

8. Zinco

Assim como o ferro, o zinco é um mineral eficaz no combate à queda de cabelo, pois para que o couro cabeludo receba nutrientes, é preciso uma atuação conjunta de zinco, vitaminas, enzimas e outros minerais para que o processo de crescimento e fortalecimento do cabelo seja adequado.

9. Selênio

O selênio é antioxidante e evita o envelhecimento das células responsáveis por manter o couro cabeludo saudável. É um nutriente que participa ativamente do crescimento e fortalecimento das células capilares.

10. ​Ômega 3 e ômega 6

Para proteger a raiz e melhorar a hidratação do couro cabeludo, tanto o ômega 3, quanto o 6 podem ajudar no fortalecimento dos fios, prevenindo a queda de cabelo. Com o uso regular é possível melhorar a circulação do sangue e favorecer o crescimento do cabelo.

Há diversas causas para a queda de cabelo e as vitaminas têm total relevância ao evitar que os fios caiam em proporções além do normal.

Alguns alimentos, como ovo, peixe, folhas verde-escuras, cenoura, frutas vermelhas, frutas cítricas, feijão, soja, leite, brócolis, aveia e castanha-do-pará, são fontes de vitaminas e minerais, ajudando no crescimento forte e saudável dos cabelos.

O uso de vitaminas para queda de cabelo somente deve ser iniciado após orientação de especialistas, por isso, a visita ao médico ou a um consultório farmacêutico especializado é recomendada, para relatar as ocorrências de perda excessiva de cabelo.

O profissional fará um diagnóstico completo sobre as causas da queda de cabelo e indicará a melhor combinação de vitaminas. As vitaminas podem ser compradas, mas também manipuladas, de acordo com o tipo e frequência de queda.

Na farmácia de manipulação Pague Menos, por exemplo, as fórmulas personalizadas seguem exatamente as dosagens específicas, de acordo com a orientação do profissional consultado, o que pode assegurar maior eficácia de uso e tratamento com vitamina para a queda de cabelo.

Gostou do post? Que tal aproveitar a visita para conhecer nossa farmácia de manipulação Pague Menos e saber como solicitar sua fórmula!