Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

Tudo sobre a gripe

12 abr 2019

12 abr 2019

Os dados são alarmantes. Anualmente, 5 milhões de pessoas infectadas pelo vírus da influenza terão complicações sérias e 560 mil morreram de causas associadas à gripe. Muitas pessoas confundem os sintomas da gripe com simples viroses. 

Quais as diferenças entre gripes e viroses?

De acordo com o médico infectologista Anastacio Queiroz, a virose engloba um grande número de agentes de doenças, causando febre e dor no corpo. A diferença da gripe é a presença de sintomas respiratórios, principalmente a tosse, além de se caracterizar pela dor na garganta, febre, moleza, dor no corpo, pode ter dor de cabeça ou não. Mas o que chama atenção é tosse seca que está presente no comprometimento em geral.

Por que as gripes H1N1 e H3N2 são tão temidas?

Há uma preocupação muito grande do H1N1 em todas as populações, especialmente as populações mais vulneráveis a ter uma doença mais grave, composta por crianças pequenas, mulheres grávidas/amamentando, idosos e pessoas com diabetes, doenças do coração, enfisematosos, obesos mórbidos e pacientes fazendo quimioterapia. Se eles tiverem uma gripe especialmente pelo H1N1, podem ter uma doença muito grave. 

Confira também: Aprenda a se prevenir de gripes e resfriados

No H3N2 e outros vírus que causam gripes, as vacinas que são usadas cobrem os vírus que estão acontecendo com mais frequência inclusive o H1N1, que é o mais preocupante em termos de gravidade quando ocorre.

Por que as pessoas gripam várias vezes na vida?

“Porque os vírus da gripe, de um modo geral, sofrem muitas mutações. Ou seja, o vírus que atinge a pessoa neste ano, não será o mesmo que atingirá no ano seguinte. Por isso, todo ano a pessoa tem que tomar vacina, porque ela tem cepas dos vírus que estão acontecendo e com as mudanças que ocorreram a vacina deve ser atualizada”, ressalta o especialista.

Nesse caso, os anticorpos formados contra o vírus da vacina do ano passado não protegem contra o vírus que estão ocorrendo neste ano.

Mitos e Verdades

Existem muitos mitos e verdades por trás das vacinas. Muita gente acha, por exemplo, que ela pode causar a gripe ao invés de prevenir. Queremos saber o que é verdade e o que é mito no meio disso tudo.

“Uma vacina só é colocada no mercado depois de testada em muitas pessoas. Os testes são muito rigorosos e precisam passar pelas instituições que avaliam, credenciam e autorizam a fabricação da vacina para ser aplicada em pessoas. A vacinação é a maneira mais correta e mais adequada de se prevenir uma doença”, comenta Anastacio Queiroz.

Leia mais: Vacinas aumentam a imunidade e previnem doenças

Prevenção

Além de todas as medidas de prevenção, uma vida saudável por meio da prática de exercício físico e da dieta balanceada, faz com que a pessoa tenha muito mais chance de ter um desenlace mais favorável caso tenha infecção se comparado a um indivíduo sedentário e com dieta inadequada, que tem um organismo, mesmo que não pareça, um pouco doente. 

Serviço de vacinação no Clinic Farma

“Hoje nós temos disponíveis duas vacinas contra a gripe e o vírus da influenza: trivalente e tetravalente. A diferença entre elas são o número de cepas, pois a trivalente tem duas cepas contra o vírus tipo A (H1N1 e H3N2) e uma contra o tipo B, enquanto a tetravalente tem duas contra o tipo A (H1N1 e H3N2) e duas contra tipo B”, ressalta Larissa Massulo, farmacêutica da Pague Menos.

Grupos de risco

A partir dos seis meses de idade já é recomendado tomar a vacina da gripe. Porém existem os grupos de risco em que o Sistema Único de Saúde oferece gratuitamente a vacina trivalente. Na Pague Menos, estão disponíveis a trivalente e a tetravalente. Veja a seguir os grupos de risco:

  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos
  • Gestantes
  • Puérperas
  • Trabalhador de saúde
  • Povos indígenas
  • Indivíduos com 60 anos ou mais de idade
  • População privada de liberdade
  • Funcionários do sistema prisional
  • Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou pessoas portadoras de outras condições clínicas especiais

Conteúdos relacionados

Matéria originalmente veiculada no programa de 14 de abril de 2019.

Você pode gostar

A importância do magnésio para a saúde
Saúde

A importância do magnésio para a saúde

Como prevenir e tratar a lesão por esforço repetitivo
Saúde

Como prevenir e tratar a lesão por esforço repetitivo

Miss Universo ressalta a beleza negra
Beleza

Miss Universo ressalta a beleza negra