Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

O Bom e o Mau Colesterol

30 jun 2019

30 jun 2019

Apesar de muita gente achar que o colesterol só faz mal, saiba que ele é primordial para o funcionamento do corpo humano. Mas pra gente poder entender isso direitinho, precisamos primeiro conhecer o bom e o mau colesterol. Quer ficar por dentro? Então se liga aqui.

Colesterol

Segundo o cardiologista Ricardo Pereira, “o colesterol é uma gordura que está presente no sangue e é imprescindível à vida humana. Ele faz parte dos componentes da membrana da célula e também é indispensável na formação de alguns hormônios, como os sexuais”.

Bom colesterol x Mau colesterol 

O colesterol é levado no sangue pelas lipoproteínas. Existem as lipoproteínas de alta densidade, o HDL, que é o bom colesterol e as lipoproteínas de baixa densidade, o LDL e o VLDL.

“A diferença entre o bom e o mau colesterol é que o primeiro tipo diminui a adesão da gordura na parede da célula. Quanto mais alto o HDL, melhor para a saúde do indivíduo. Já o segundo tipo causa uma adesão da gordura na parede do vaso”, explica o cardiologista. Os dois tipos de colesterol podem ser encontrados nos alimentos.

Para a nutricionista Amanda Maia, existem alimentos ricos em gorduras saturadas, que são as ruins, como biscoitos recheados, manteiga, chocolate (exceto o mais saudável, com mais cacau e menos gordura). Há também os alimentos fontes de gorduras poli-insaturadas, que são as boas, como chia, aveia, sardinha e azeite.

Não deixe de conferir também (O papel da alimentação no combate ao colesterol ruim)

Causas

O colesterol ruim pode ser uma predisposição genética. “Existem algumas formas de ter o mau colesterol, por exemplo, a predisposição genética e o que você come ou se se consome ou não com exercício físico”, ressalta Ricardo Pereira.

É mais comum que as pessoas acima do peso e os obesos tenham o colesterol alto, mas os indivíduos magros também podem ter colesterol alto. Isso pode ocasionar o entupimento das artérias devido à placa de gordura e ao surgimento de coágulos.

Sintomas

Em relação aos sintomas do colesterol alto, “a hipercolesterolemia ou a dislipidemia são doenças silenciosas. O colesterol não causa sintoma nenhum até que obstrua uma artéria e, consequentemente, ocasiona a dor", afirma o cardiologista.

Tratamento

Para quem deseja reverter o caso do colesterol alto, é possível aliar a prática de exercício físico com uma alimentação saudável. “Como é um processo inflamatório, devem ser priorizados os alimentos anti-inflamatórios e antioxidantes, como frutas e vegetais para proteger esse tipo de doença”, aborda a nutricionista.

Só trocar a alimentação não é suficiente. Existem pessoas que precisam tomar remédio. Para Ricardo Pereira, “as drogas mais potentes para reduzir colesterol, quando administrado por via oral em forma de comprimido, são as estatinas”.

Se você não consegue reduzir o colesterol para os níveis necessários, existem os medicamentos biológicos que são administrados por via subcutâneas, aplicados quinzenalmente, e são muito potentes para o tratamento.

Conteúdos relacionados

Matéria originalmente veiculada no programa de 30 de junho de 2019.

Você pode gostar

A importância do magnésio para a saúde
Saúde

A importância do magnésio para a saúde

Como prevenir e tratar a lesão por esforço repetitivo
Saúde

Como prevenir e tratar a lesão por esforço repetitivo

Miss Universo ressalta a beleza negra
Beleza

Miss Universo ressalta a beleza negra