Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

Esporte é saúde: importância do esporte em todas as fases da vida para viver mais e melhor

O Sempre Bem valoriza muito o esporte e não poderia deixar de falar sobre esse assunto tão importante, não é?

Fica ligado na nossa matéria e veja todos os benefícios do esporte para a saúde e deixe o sedentarismo no passado!

Importância do esporte em todas as fases da vida

Em todas as fases da vida, a prática regular de exercícios físicos é imprescindível para a manutenção da saúde. Esporte tem tudo a ver com a saúde do nosso corpo e também da nossa mente.

Esporte na infância

Para o profissional, a prática de exercícios é benéfica em adultos, idosos e crianças.

"No caso dos pequenos, é importante que elas ocupem o tempo e gastem energia, principalmente neste período de quarentena e pandemia. O esporte beneficia os músculos e os ossos, por isso, eles precisam estar em desenvolvimento de acordo com o nível de atividade física. Ao longo de seu crescimento, é importante que tenham contato com movimentos de impacto e alongamento. O fato é que crianças precisam fazer atividades complexas ou multiarticulares", completa.

Ainda de acordo com Eduardo, é fundamental que crianças tenham acesso às atividades de correr e pedalar: "Os pais devem seguir essas recomendações para que os pequenos se desenvolvam".

Esporte na vida adulta: xô sedentarismo!

Uma pesquisa recentemente divulgada, revela que 40% de pessoas nesta faixa etária são sedentárias.

"O problema é que o sedentarismo desencadeia diversas patologias que, quando somadas, resultam em casos de hipertensão, diabetes e risco de morte súbita. Isso acontece porque quando não temos um corpo ativo, o sangue não é levado para os órgãos de forma correta. Há também um aumento de gordura corporal que vai além da estética, pois essa gordura pode se instalar entre os órgãos, que é o caso das gorduras viscerais, presente até em indivíduos magros. Os riscos envolvem até infarto", conclui.

Depois dos 60, o esporte transforma a terceira idade na melhor idade

A profissional de educação física Karine Conrado aconselha que idosos sedentários comecem praticando atividades como hidroginástica, caminhada, pilates ou musculação. "São exercícios de baixo impacto e alto gasto calórico. Além disso, trabalham mobilidade, flexibilidade e força para as atividades diárias, ou seja, estimulam a autonomia."

Aos 73 anos, Luciano Andrade comemora a vida saudável, fruto da prática diária de atividade física. "Aos 39 anos, comecei a praticar atletismo. Hoje em dia, desempenho as minhas atividades diárias com independência. Carrego peso e me sinto preparado para tudo", comemora.

O professor Eduardo Parente complementa: "Os idosos também precisam ocupar o tempo, sem falar que, nessa fase, aumentam os casos de osteoporose e osteopenia. Os exercícios físicos, em geral, ajudam na manutenção da saúde".

Esporte x saúde mental

O profissional esclarece que a falta de atividade física também está ligada a problemas de saúde mental, como depressão.

"Outra pesquisa recente mostra que cerca de 10% da população brasileira sofre com depressão. No Sul e Sudeste, o número é ainda mais expressivo. Com isso, podemos deduzir que quanto maior o estresse - como é o caso dos polos econômicos - maior também serão os casos de depressão. Por este motivo, devemos nos dedicar ainda mais à prática esportiva".

Eduardo lembra também que uma vida ativa está no protocolo de tratamento dessas doenças e é frequentemente indicada por psicólogos e psiquiatras.

Durante a prática de exercícios físicos, há a oxigenação do cérebro e liberação de hormônios como a endorfina. "Ele desencadeia uma sensação imediata de bem-estar. Indico que as pessoas convidem filhos e familiares para que essa sensação seja multiplicada", sugere o educador físico.

Para quem está sedentário, a dica é escolher um esporte que se identifique e dar o primeiro passo... literalmente!

Fonte: Eduardo Parente (profissional de educação física) e Karine Conrado (profissional de educação física)

Você pode gostar

Como cuidar do cabelo ondulado? Dicas para seus fios naturais
Beleza

Como cuidar do cabelo ondulado? Dicas para seus fios naturais

Tumor no cérebro: conheça sintomas, tipos e tratamentos
Saúde

Tumor no cérebro: conheça sintomas, tipos e tratamentos