Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

Como Evitar Dores Musculares Causadas Pelo Home Office

Há pouco mais de um ano, estamos enfrentando a pandemia do Coronavírus e, atualmente, o home office é uma realidade para muitos. O ortopedista, Doutor Felipe Arruda, fala sobre os impactos físicos que o trabalho de casa nos trouxe, como dores nas costas, ombros e pescoço. Além disso, dá algumas dicas de como evitar essas dores e minimizar esses efeitos. Assista e confira.

Os impactos físicos do home office na pandemia

O período pandêmico pode acarretar prejuízos posturais e comprometer a qualidade de vida dos trabalhadores

O home office foi uma das soluções encontradas durante a pandemia para seguir trabalhando sem deixar de lado os protocolos de segurança da Covid-19. Mas, para algumas pessoas, essa medida trouxe impactos como: dores nas costas, nos ombros e no pescoço.

Segundo o ortopedista e cirurgião de coluna Felipe Arruda, as principais queixas de dores durante a pandemia envolvem lombalgias e cervicalgias,

além dos problemas de saúde mental.

As dores musculares e tensionais costumam ser associadas a problemas posturais. "Durante a pandemia, uma boa parcela da população precisou adaptar consultórios e escritórios em casa. Vemos pessoas sentando com cadeiras inadequadas e sem apoio para os braços e também se concentrando distantes do computador, necessitando, assim, curvar a coluna para frente ao digitar. Por fim, é importante que o computador esteja na altura do campo de visão", explica o médico.

Mesmo após a correção dos maus hábitos posturais, é possível que dores que começam no pescoço e irradiam para o braço ou com origem na lombar que irradiam para a perna, necessitem de acompanhamento médico, principalmente se não houver resposta a analgésicos comuns.

PREVENINDO AS DORES

Dr. Felipe recomenda fazer pequenos alongamentos a cada 30 minutos de trabalho, de 10 a 15 segundos por região. Além disso, é importante evitar ficar na mesma posição por muito tempo. Porém, o principal é fazer uma reeducação postural.

A compra da cadeira deve levar em consideração a possibilidade de ajustar o braço para apoiar o nosso cotovelo. Ela também deve ajustar a altura para apoiar os pés no chão. Sentar-se próximo ao encosto é outra tática para prevenir dores lombares.

O profissional de educação física Rennê Mazza concorda com a importância de usar uma cadeira adequada. "Isso evita dores na lombar e na cervical, já que ficamos com a postura inclinada para frente durante o uso das telas."

Quando perguntado sobre os melhores exercícios para prevenir os desconfortos, o professor pontua:

• Exercícios de lateralização do pescoço (Olhar para a direita e para a esquerda. Fazer 3 repetições de 10 segundos para cada lado.)

• Exercícios para a lombar (Deitar com as costas para o chão e flexionar o joelho em direção ao peito 3 vezes durante 20 segundos. Trocar a perna e repetir. Por fim, realizar o movimento com as duas pernas simultaneamente.)

• Fazer uma pequena caminhada a cada 15 minutos para evitar o comportamento sedentário.

O ortopedista e cirurgião de coluna Felipe Arruda reafirma a importância de

manter a prática de exercícios físicos de 2 a 3 vezes por semana para manter a musculatura da coluna fortalecida. "Dessa forma, é possível prevenir dores. Se for o caso, o indivíduo pode contar com o apoio de uma equipe multidisciplinar composta por profissional de educação física, fisioterapeuta e ortopedista".

A Pague Menos reconhece a importância dos exercícios físicos para a nossa saúde e não é à toa que ela se tornou Patrocinadora Oficial da Seleção Brasileira. Esporte é saúde, esporte é vida!

Você pode gostar

Como controlar a pressão alta: 8 dicas práticas
Saúde

Como controlar a pressão alta: 8 dicas práticas

Como controlar a pressão alta: 8 dicas práticas
Últimas do Sempre Bem

Como controlar a pressão alta: 8 dicas práticas

Sinais de abuso psicológico em crianças
Mente e Comportamento

Sinais de abuso psicológico em crianças