Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

Como afastar ansiedade e ter um sono tranquilo

20 jan 2019

20 jan 2019

Você sabia que tem gente que chega a perder o sono quando vê as férias terminando? Eles não sabem muito bem lidar com a volta à rotina de trabalho ou de estudos, e isso acaba sendo um obstáculo da ansiedade e do sono.

Ansiedade

A minha crise de ansiedade começou quando eu perdi completamente a amizade com sono. Eu parei basicamente de dormir e fiquei muito voltado para o trabalho. Eu trabalhava de segunda a segunda e nunca me acostumei a dormir”, conta Kerson Emanus, produtor de marketing.

De acordo com o psiquiatra Tiago Sales, a ansiedade é um problema ou transtorno que acomete a população mundial, independente da cultura. No Brasil, a ansiedade populacional é favorecida por essa época de instabilidade e caos social.

Kerson fala que se deu conta da crise de ansiedade, a partir do momento que a sentiu no corpo. Comenta que a parte da crise foi a pior de todas, porque veio com ataque de agonia, sem conseguir dormir. E quando dormia uma hora, já acordava sem sono.

Ansiedade e insônia

“Existe uma correlação muito forte entre ansiedade e insônia. A principal causa de insônia envolve pensamento e ansiedade”, revela Daniel Chung, otorrinolaringologista.

O produto de marketing explica que ao chegar ao médico, a primeira pergunta foi se dormia, tinha uma boa noite de sono e como era a relação com sono. Ele, de pronto, respondeu que era péssima e que dormir não fazia parte da sua vida.

“90% dos transtornos associados ao sono são secundários a uma causa primária, sendo a ansiedade uma das principais causas. Por isso, existe essa relação direta entre ansiedade e problemas com o sono, sendo necessário tratar a ansiedade para ter um sono de qualidade”, ressalta o psiquiatra.

Todo funcionamento da pessoa depende do sono. Existe um relógio biológico, produção de hormônios e liberação de várias substâncias que regulam o metabolismo. E a memória também é consolidada durante o sono. Se a pessoa não dorme bem, ela tem dificuldade de guardar informações na memória, principalmente a memória de longo prazo.

Mudança de hábitos

Kerson cita que os hábitos de vida melhoraram muito e o ajudaram desde o início do tratamento até hoje. Ele procura manter a alimentação e o horário certo para dormir.

“É preciso ter o horário de despertar, que deve ser regulado e definido. O horário de ir para a cama pode ser variável. A pessoa não pode ir para a cama sem sono”, observa o otorrinolaringologista.

Segundo Tiago Sales, uma dica para quem prefere não usar medicação, que é o mais indicado, e fazer tratamentos que sejam mais naturais ou mudanças de comportamento que não impliquem o uso de medicação, o ideal é ter uma boa higiene do sono. 

Dicas para ter o sono tranquilo

  • O quarto precisa ser escuro, silencioso e mais frio do que o ambiente normalmente é;
  • Ter uma alimentação leve;
  • Evitar o uso de substâncias estimulantes, como cafeína, cigarro ou refrigerantes que tenham cafeína, e álcool;
  • Procurar fazer a higiene pessoal, tanto a escovação dos dentes quanto o banho, antes do período do início do sono;
  • Preparar-se para o sono.

Conteúdos relacionados

Matéria originalmente veiculada no programa de 20 de janeiro de 2019.

Você pode gostar

A importância do magnésio para a saúde
Saúde

A importância do magnésio para a saúde

Como prevenir e tratar a lesão por esforço repetitivo
Saúde

Como prevenir e tratar a lesão por esforço repetitivo

Miss Universo ressalta a beleza negra
Beleza

Miss Universo ressalta a beleza negra