Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

Dor nos ossos: conheça as 8 causas mais comuns

Descubra 8 razões para dor nos ossos e também veja os melhores tratamentos para manter a saúde óssea em dia e longe de problemas!

Tempo estimado: 6 min

Facebook
Twitter
WhatsApp
Dor nos ossos: conheça as 8 causas mais comuns

Dor nos ossos é um sinal de que algo urgente precisa ser feito em relação à saúde. Esse tipo de problema não aparece por acaso e pode esconder contratempos graves por detrás. Um deles é a osteoporose, entretanto, há vários outros que podem causar esse desconforto. E você deve conhecer os principais motivos para se prevenir.

Os problemas nos ossos aparecem com maior frequência em pessoas idosas e em mulheres. Este sexo tem a saúde óssea afetada com o tempo, por razões que a ciência ainda busca explicar. Mas, há causas que estão por trás desse distúrbio de saúde, que têm tratamentos adequados que melhoram bastante a situação.

Neste post o Sempre Bem listou as 8 maiores causas de dor nos ossos para você conhecer mais a fundo, e entender como elas agem nessa parte do organismo. Além de ver os principais tratamentos para o problema. Confira!

Dor nos ossos: veja as 8 principais causas delas

1. Traumas

Traumas ósseos podem não ser percebidos quando eles acontecem. Contudo, uma hora ou outra eles aparecem na forma de dor nos ossos.

Esses problemas nos ossos acontecem depois de alguns motivos. O principal deles é após uma pancada, que pode acontecer em uma queda ou mesmo em uma tarefa doméstica.

Uma vez que um trauma ósseo ocorre, ele pode causar dores por alguns dias, ou se intensificar. O que indicaria uma lesão mais grave e que exige exames.

2. Fraturas

As rachaduras ou quebras de ossos acontecem depois de um forte impacto. E uma das maiores razões para isso acontecer é uma queda.

Uma fratura é um trauma, porém, mais grave, pois pode ser um trinco no osso. E este problema pode ser sentido pela pessoa, mesmo dias depois de acontecer. Por isso, é ainda mais sério.

O exame mais comum e prático para conferir se há mesmo uma fratura nos ossos é o raio-X. O resultado fica pronto em poucos minutos depois do procedimento, e comprova com certeza para o médico, se há uma lesão óssea grave.

3. Metástase

Ainda que seja mais raro de isso ocorrer, alguns tipos de câncer que se espalham pelo organismo a ponto de atingir os ossos, podem causar dor. Esse quadro é bem grave, pois é a forma mais agressiva da doença que ataca as células dos órgãos e o sangue.

Portanto, muitas das vezes que se tem dor nos ossos decorrente de uma metástase, o paciente já sabe de sua condição, uma vez que está em tratamento.

Um dos procedimentos para tratar diversos tipos de câncer é a quimioterapia, e entre outros efeitos colaterais dessa aplicação, estão as dores pelo corpo todo. Incluindo aqui, os ossos.

4. Osteomielite

Dentre o que pode ser dor nos ossos, as infecções são as mais imprevisíveis. O motivo é que apenas alguns vírus e bactérias conseguem atacar essa parte do organismo humano e causar esse efeito. Nesse caso, se trata do quadro osteomielite.

Não há uma forma específica de se contaminar por esse tipo de infecção. Porém, uma das maneiras que vírus, bactérias e até mesmo fungos causadores da doença entram no organismo, é por cortes que expõem camadas mais profundas da pele.

O sintoma mais evidente da osteomielite é a dor nos ossos, mas, ela também causa vermelhidão na pele, febre, mal-estar e inchaço nas partes doloridas.

5. Gripes

Ainda que sejam poucos os casos de problemas nos ossos por causa de gripes, eles acontecem. Especialmente para pessoas que estão com o organismo debilitado por conta de alguma doença existente, como a fibromialgia ou o Mal de Parkinson.

Dores pelo corpo são comuns em quadros de gripes, a exemplo da Covid-19, causada pelo novo coronavírus. Então, dores nas costas, nos braços e nas pernas são bastante incidentes nesse caso.

Já outro problema causado por gripes e resfriados mais severos, é a sinusite. Dor nos ossos do rosto, dores de cabeça e nos olhos são os sintomas clássicos do distúrbio.

Portanto, infecções por vírus que causam gripes como a Influenza e a Covid-19, fazem parte da lista de causas de dor nos ossos.

6. Osteoporose

A osteoporose acontece quando os ossos perdem massa, aumentando sua porosidade e deixando cada osso fragilizado. Isso aumenta o risco para quedas, traumas e fraturas.

Uma das causas da osteoporose é a deficiência de cálcio e vitamina D no organismo, dois nutrientes que compõem a massa óssea.

7. Osteoartrite

A osteoartrite é um tipo de artrose que deforma os ossos e suas articulações, causando além de dores, inchaço e alta sensibilidade.

Esse quadro de saúde é crônico, mas pode ser controlado mediante alguns tratamentos com medicações e evitando fazer esforços manuais repetitivos. Em crises de dores, a pessoa pode ficar incapacitada de mover as partes afetadas.

8. Anemia falciforme

A anemia falciforme é uma condição de saúde que faz com que o sangue que abastece os ossos chegue até eles com muita dificuldade. Por consequência, esse estado afeta a qualidade da massa e dos tecidos ósseos, levando-os à morte.

Esse quadro fragiliza muito os ossos, deixando-os sem rigidez e aumentando o risco para fraturas. Uma das causas para essa doença é a hereditariedade, ou seja, pais e mães que sofrem do problema, o passam para seus filhos.

Quais são os principais tratamentos para as dores nos ossos?

Há tratamentos eficientes para problemas nos ossos. Apesar de alguns quadros que causam dor nos ossos serem crônicos, isto é, não terem cura e se agravarem com o passar do tempo.

Veja as principais soluções que garantem bastante a saúde dos ossos:

  • atividades físicas: caminhadas, natação, pilates e exercícios de baixo impacto reforçam os ossos e músculos;
  • fisioterapia: o tratamento contribui para a flexibilidade e evita a perda de massa óssea e muscular;
  • alimentação saudável: alimentos ricos em cálcio como o leite integral, iogurte, legumes e verduras, contribuem para quadros ósseos;
  • suplementos: vitamina D, cálcio e outros podem ser prescritos por seu médico
  • medicamentos: analgésicos, anti-inflamatórios e outros podem ser recomendados;
  • controle do peso: não ganhar peso evita que os ossos fiquem sobrecarregados;
  • tomar sol: a vitamina D é essencial para a saúde; cerca de 15 a 30 minutos de sol por dia colaboram nesse sentido.

Para todos os tratamentos, vale consultar antes um médico ortopedista para que ele avalie quais são os procedimentos mais adequados para o seu caso. Ele poderá prescrever não só medicações, mas fisioterapia e outros métodos.

Medicamentos especiais e feitos sob prescrição podem ser alternativas de um tratamento para dor nos ossos também. Na Pague Menos oferecemos os serviços do AME, laboratório especializado em medicações especiais de alto controle para dores. Assim, os fármacos têm desde a armazenagem à venda, bem controlados. Inclusive, a ortopedia é uma das áreas que a AME cobre, para tratar problemas ósseos e outros.

Conheça os serviços da AME e veja como ela pode ajudar no tratamento ósseo!