Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

Conheça os 4 tipos de repelente

Manter a família longe dos mosquitos é cuidar da saúde de quem amamos. Saiba como escolher e usar o repelente.

Tempo estimado: 3 min

Facebook
Twitter
WhatsApp
Conheça os 4 tipos de repelente

Por: Ladinne Campi

Basta uma mudança na temperatura para os temidos mosquitos se manifestarem. Além do incômodo causado pelas picadas, doenças como dengue, zyka e chikungunya afetam cerca de 700 milhões de pessoas por ano, principalmente em países de clima tropical, como o Brasil.

Existem inúmeras medidas comportamentais sugeridas pela Vigilância Ambiental para manter toda a família longe do radar dos mosquitos. Felizmente, também é possível contar com a ajuda dos repelentes. No Brasil, existem três princípios ativos aprovados pela ANVISA. São eles:

- DEET: É o tipo mais comum no mercado, graças a sua poderosa eficácia. É preciso observar, no entanto, a concentração do ativo, já que a ANVISA só autoriza a comercialização de produtos com até 15%.

Basta 5% de concentração para proteger a pele por 2 horas, mas vale ressaltar que o DEET não é indicado para crianças de até 2 anos de idade. Já nas faixas etárias de 2 a 12 anos, recomenda-se, no máximo, a concentração de 10%. Nos adultos, a concentração indicada é de 15%, podendo ser aplicado até 3 vezes ao dia, já que dura cerca de 6 horas.

- ICARIDINA: Também conhecido como KBR 3023, este ativo, derivado da pimenta, apresenta até o dobro de eficácia que o DEET contra o mosquito Aedes aegypti. Comum em repelentes com concentração entre 20 e 25%, a Icaridina é capaz de proteger por até 12 horas, sem a necessidade de muitas reaplicações.

Vale ressaltar que pessoas de peles sensíveis ou alérgicas devem contar com o aval de um dermatologista para usar a substância. Além disso, o ativo não é recomendado para crianças de até 2 anos.

- IR3535: Esta substância tem um excelente perfil de segurança. Com menos riscos de alergias e intoxicação, é uma boa alternativa para peles sensíveis, gestantes e crianças de 6 meses a 2 anos de vida.

A baixa concentração também diminui o tempo de ação, por isso, necessita de mais reaplicações durante o dia (aproximadamente a cada 2 horas).

- PMD (OU CITRIODIOL): Ativos vegetais, como citronela ou óleo de limão-eucalipto, graças às suas fórmulas naturais eficazes, são indicadas para bebês de até 6 meses e gestantes. Necessitam, porém, ser reaplicados a cada hora, pois possuem curta duração.

COMO USAR O REPELENTE?

Apesar de fazer parte do cotidiano de muitas famílias, os repelentes ainda deixam dúvidas quanto a sua aplicação. Confira as dicas:

- Para evitar contato com os olhos, não aplique nas mãos;

- Evite reaplicar o produto com frequência;

- Siga a ordem correta e aplique-o 20 minutos depois do protetor solar;

- Aplique por cima das roupas, nunca por baixo;

- Mantenha o produto longe do rosto;

- Evite o uso em áreas lesionadas;

- Em caso de reação adversa ou intoxicação, lave a região e procure um serviço de saúde imediatamente.