Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

Tipos de pele: quais são e como cuidar de cada uma

Para todos os tipos de pele existem tratamentos, produtos e cosméticos que podem ajudar nos cuidados diários mantendo um aspecto saudável em qualquer idade.

Tempo estimado: 7 min

Facebook
Twitter
WhatsApp
Tipos de pele: quais são e como cuidar de cada uma

Todos os tipos de pele merecem cuidados diários para manter o viço e o aspecto saudável. Para isso é importante conhecer as diferenças e os produtos adequados de acordo com as características.

Todos os tipos de pele precisam de cuidados, até mesmo a chamada “pele de pêssego”. Embora as pessoas acreditem que somente na maturidade devem se prevenir para manter uma pele bonita e saudável, é importante acompanhar desde cedo.

Algumas demandam mais atenção, sobretudo, depois de expostas ao sol ou a agentes capazes de alterar a textura, pigmentação e tonalidade. Com isso, é essencial conhecer a pele e as principais dificuldades de cuidados.

Neste post você vai conhecer cada um dos tipos de pele, suas características e quais são os cuidados necessários. Além disso, vai descobrir quais os produtos são benéficos e os que não são recomendados para a sua pele!


Quais são os tipos de pele e como cuidar de cada uma delas?

Além dos tipos de pele existe o estado da pele, que varia conforme a idade, a ação das glândulas sebáceas e as condições naturais de hidratação.

A relação entre esses dois aspectos está no envelhecimento gradativo da pele e na exposição a fatores internos e externos. Entre os principais estão o estresse, a hereditariedade, a ansiedade, o clima, a poluição, os medicamentos e o comportamento.

Antes de escolher produtos e tratamentos é primordial conhecer os tipos de pele e entender a ação desses agentes. Vale dizer que quando falamos de pele, estamos nos referindo não apenas ao rosto, mas a todo o corpo.

Existem quatro tipos de pele bem característicos, que você vai conhecer agora e saber os cuidados que eles exigem. Ao final, falaremos mais sobre os produtos ideais e os não recomendados!

Normal

A textura da pele normal tem um aspecto saudável e aveludado, pois produz gordura de modo equilibrado. Dessa forma, não há excesso e ela apresenta uniformidade entre o brilho e o ressecamento.

Os poros são pequenos e pouco visíveis, podendo em algumas partes como testa, queixo e nariz, serem mais oleosas que as demais regiões. Em uma pele normal o sangue circula mais facilmente, não há manchas e sua cor é uniforme de acordo com o tom de pele. Por exemplo, em tons mais claros, tem uma aparência rosada.

Para cuidar é importante usar diariamente sabonetes neutros e cremes hidratantes que não contenham óleo. Além disso, o protetor solar é um item essencial, que deve ser aplicado em todas as partes visíveis e expostas do corpo.

Seca

Já a pele seca apesar dos poros pouco visíveis, apresenta pouca luminosidade, nenhuma oleosidade e tendência à descamação. O maior problema desse tipo de pele é sua incapacidade de retenção da água, por isso, a falta de sebo e aparência sem brilho.

Quem tem a pele seca deve evitar banhos quentes e demorados, situação que colaboram para agravar o ressecamento. Para mantê-la saudável precisa da água de camadas profundas do corpo e da transpiração.

Se esse processo não acontece, fatalmente compromete a hidratação natural, resultando na pele seca, áspera e sem brilho. Para os cuidados com esse tipo de pele é fundamental usar cremes hidratantes ou óleos vegetais.

Esse tipo de pele varia entre seca, muito seca e extremamente seca. Por isso, é possível que, em intensidades diferentes, se desenvolvam problemas como descamação, sensação de rigidez, rachaduras, coceiras e até calos, se tratando de pés, mãos, cotovelos e joelhos.

Oleosa

A pele oleosa é o oposto da pele seca, tendo um aspecto de brilho intenso e espesso, devido a uma produção de sebo além do normal e até necessário. Da mesma forma que é preciso estimular a oleosidade na pele seca, nesse tipo é preciso conter o excesso.

Entre os fatores que produzem uma pele oleosa estão a exposição prolongada ao sol, herança genética, descontrole hormonal, medicamentos, estresse e alimentos gordurosos.

Os poros dilatados são mais aparentes e suscetíveis ao surgimento de cravos, espinhas e manchas. Para cuidar dela, já que há grande propensão de inflamações, o ideal é usar loções neutras com base em extratos vegetais que causam, ao mesmo tempo, frescor alívio.

Mista

O tipo mais comum de pele e que demanda um cuidado extra, principalmente, na escolha dos produtos indicados para cada região. Os poros costumam ser dilatados na chamada “zona T”, testa, nariz e queixo em que surgem acnes e erupções.

Já na região das bochechas e extremidades, a pele é seca e por vezes ressecada, por isso, a denominação mista.

Como mencionamos nos dois tipos de pele anteriores, as regiões oleosas produzem sebo em excesso e as secas são carentes dessa formação, o que requer cuidados e produtos diferentes.

Quais produtos usar ou não usar nos variados tipos de pele?

Agora que você já sabe quais são os tipos de pele e os cuidados necessários para cada uma delas, é importante conhecer os produtos que contribuem para uma pele bonita e saudável.

Assim, como aqueles prejudiciais em médio e longo prazo, quando utilizados de forma inadequada.

Pele normal

O fato de a pele normal ter um equilíbrio natural entre a oleosidade e o ressecamento, não quer dizer que não precise de produtos adequados. A neutralidade dos sabonetes e hidratantes sem óleo vão garantir a saúde desse tipo de pele.

É importante usar sempre um tonificante para conservar e preservar o brilho natural da pele. É bom evitar qualquer produto que seja à base de óleo para não alterar a formação natural da pele e desenvolver manchas inoportunas.

Pele seca

Como dissemos, os hidratantes e óleos vegetais trazem benefícios para a pele seca. Dê preferência à base de aloe vera ou camomila, com adição de macadâmia, amêndoas e sêmens de uvas, que são excelentes para ajudar na hidratação da pele seca.

Quem tem a pele seca deve passar longe de produtos com álcool, pois contribuem para tornar a pele ainda mais seca e áspera. Com o tempo a descamação e as rachaduras serão inevitáveis e de difícil correção.

Pele oleosa

Para a pele oleosa, os extratos vegetais à base de hamamélis, hortelã, cânfora, mentol e calêndula vão ajudar a reduzir a inflamação e o surgimento de cravos e espinhas.

A pele oleosa e determinadas maquiagens não combinam, por isso, o ideal é evitar produtos que estimulem a oleosidade e que produzem entupimento dos poros, responsáveis pelo surgimento dos cravos.

Pele mista

O maior cuidado com a pele mista é usar os produtos adequados em cada região, ou seja, oleosos para as partes secas e livre de óleos nas áreas com muito brilho.

A sensibilidade e irritabilidade em toda a pele dependerá de como serão tratadas as partes de forma isolada. Embora diferentes, os tipos de pele têm algo em comum:

O ritual de cuidados diários! Somente com uma disciplina de limpeza, tonificação e proteção é possível garantir um envelhecimento saudável, independente do tipo de pele.

Antes de comprar produtos acreditando em um efeito milagroso, o ideal é recorrer aos especialistas. Assim, terá um estudo aprofundado da pele e recomendação dos melhores produtos e cosméticos.

Como existem diversas opções no mercado é fundamental ter cautela para não investir em produtos que, combinados, apresentam um efeito reverso. Mesmo que na embalagem esteja indicado para o seu tipo de pele.

Uma rotina adequada de precaução e cuidados começam pela identificação do tipo de pele. Depois, vem a limpeza dos poros, a hidratação e proteção, essa última, necessária ao longo do dia.

O uso do protetor solar, com reforço de duas a três vezes por dia, é o que mantém a pele protegida dos fatores externos como raios solares, luz artificial e poluição, por exemplo.

Por isso, apenas conhecer os tipos de pele não é o suficiente para direcionar os melhores cuidados. Conhecer os produtos, os componentes de fabricação e as aplicações no dia a dia, serão determinantes para manter uma pele sadia e jovem por muito mais tempo.

Gostou do post? Aproveite a visita em nosso blog e saiba agora mesmo como criar uma rotina de cuidados para a sua pele durante o dia e a noite!