Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

O que é transição capilar: voltando ao cabelo natural

Entenda o que é transição capilar e confira dicas de como passar por esse processo e deixar o cabelo natural.


Atualizado em:

Tempo estimado: 6 min

Facebook
Twitter
WhatsApp
O que é transição capilar: voltando ao cabelo natural

Há não muito tempo, parecia que ter cabelo liso era uma regra. As chapinhas, alisamentos e escovas progressivas bombavam nos salões de beleza, mas agora as coisas mudaram um pouco: a aceitação pessoal está ganhando cada vez mais espaço, e isso significa se orgulhar da própria beleza natural — o que passa, é claro, pelos fios.

Neste post, explicaremos o que é transição capilar, como funciona o processo e, é claro, daremos dicas de como começar e conduzir a sua. Siga na leitura para conferir!

O que é transição capilar

Transição capilar é o nome dado ao processo de deixar de realizar procedimentos químicos no cabelo para que ele, à medida em que cresce, volte a ficar natural. Mas… se a questão é “apenas” parar de usar químicos no cabelo, por que é que o assunto rende tanto pano para a manga?

Por dois motivos: o primeiro é que para que o cabelo não fique com a aparência “metade com química e metade sem química”, é preciso fazer algumas escolhas e tomar alguns cuidados ao longo do processo.

O segundo motivo é que, na maioria dos casos, um cabelo não é só um cabelo. Ele mexe muito com a autoestima das pessoas e, por isso, o processo de transição capilar pode ser muito mais emocionalmente intenso do que parece; é uma jornada de autoconhecimento, onde se aprende aceitar a própria beleza e entender a forma como se enxerga e se valoriza.

Transição capilar é muito mais do que mudar o cabelo, é uma jornada de construção de autoestima e autoconhecimento.

Quanto tempo demora o processo?

Não existe uma resposta exata para essa pergunta, já que cada cabelo é um cabelo, e tudo depende do ritmo próprio de crescimento e também, é claro, do comprimento que a pessoa deseja alcançar.

Outro fator que influencia na velocidade é o corte dos cabelos quimicamente modificados: há que prefira cortá-los gradualmente, à medida em que o novo cresce — mas existe também a opção mais radical, de cortá-lo bem curtinho de uma vez só. Algumas pessoas, inclusive, preferem raspá-lo para começar do zero.

É possível, também, lançar mão de estratégias naturais para potencializar o crescimento do cabelo, por meio da alimentação e do cuidado com a saúde do couro cabeludo e dos fios. De qualquer forma, para iniciar um processo de transição capilar é preciso estar disposta a ter paciência para viver a jornada.

Dicas de como fazer a sua

Não tem muito mistério em um processo de transição capilar. Alguns passos, no entanto, são bastante importantes tanto para encarar a jornada com mais consciência quanto para aprender a cuidar melhor do cabelo.

Entenda o seu cabelo

O primeiro passo para realizar uma transição capilar consciente é aprender sobre o seu cabelo — afinal de contas, a essa altura, você já sabe muito bem que não é tudo igual. Apenas conhecendo os seus fios é possível aprender a cuidar deles da melhor maneira, utilizando os produtos adequados.

Os cabelos são categorizados em quatro tipos que, por sua vez, se dividem em três subtipos cada.

Entenda os tipos de cabelo para conhecer o seu.

Tipo 1

Os cabelos do tipo 1 são os lisos, que não apresentam curvas e costumam ser mais maleáveis. Suas subcategorias são:

  • 1A
  • 1B
  • 1C

Tipo 2

Os cabelos do tipo 2 são ondulados, o que significa que sua textura fica no meio do caminho entre os lisos e os cacheados. É um cabelo maleável, fácil de alisar, mas, também, de formar cachos quando modelado.

  • 2A
  • 2B
  • 2C

Tipo 3

Chegamos aos cabelos cacheados, que tem formato de espiral. São mais volumosos, e suas pontas tem mais facilidade para ressecar, o que deve ser observado de perto.

  • 3A
  • 3B
  • 3C

Tipo 4

Os cabelos do tipo 4 são os crespos, que possuem cachos menores e muito fechados, o que os fazem, também, mais frágeis e quebradiços.

  • 4A
  • 4B
  • 4C

Pode ser que você trate o seu cabelo quimicamente há tanto tempo que nem consegue se lembrar direito qual é o seu tipo, mas é importante entendê-lo assim que ele começar a crescer e aprender sobre suas características para saber a melhor forma de lavá-lo e tratá-lo.

Pare de usar química nos cabelos

Chegamos ao passo mais “óbvio” da transição capilar, mas nem por isso mais fácil. Experimentar o cabelo sem química após muitos anos de interferência pode ser uma experiência muito diferente da que você tinha até então, e será preciso descobrir uma nova forma de lidar com os fios.

Por mais estranho que possa parecer no início, não tem jeito: esse é o passo fundamental. A jornada toda é, no fim das contas, sobre deixar a química de lado e aceitar a própria beleza.

Evite chapinhas e secadores

Por mais que não sejam químicas ou técnicas definitivas, as chapinhas e secadores prejudicam a saúde dos fios. Isso acontece porque as temperaturas elevadas emanadas por esses aparelhos danificam as camadas internas dos cabelos, deixando-os, aos poucos, opacos e quebradiços.

Os secadores e chapinhas prejudicam a saúde dos fios por conta das altas temperaturas.

Aposte no cronograma capilar

O cronograma capilar é um protocolo de cuidados criado para melhorar a saúde dos fios e facilitar a transição para um cabelo sem química. Ele abrange um calendário semanal de cuidados focados, basicamente, em hidratação, nutrição e reconstrução, que têm o objetivo de fortalecer os fios para essa nova fase.

A hidratação busca repor a água dos fios; a nutrição buscar criar uma barreira gordurosa neles, para manter a hidratação, o brilho e a maciez; por último, a reconstrução tem a função de recuperar a força do cabelo, que se danificou após um longo período de intervenções químicas.

A necessidade de aplicação de cada uma dessas etapas ao longo das semanas varia de acordo com o estado dos fios, e elas devem, é claro, ser realizadas com produtos adequados ao seu tipo de cabelo. Por isso, o ideal é contar com um profissional da área para te indicar o cronograma ideal para o seu caso.

E na hora de comprar os seus produtos para cabelo, saiba que a Pague Menos trabalha com uma enorme variedade de opções, com as mais diversas funções e para todos os tipos de fios. Para conferir, é só clicar no banner abaixo!