Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

Cuidados com a pele na gravidez: o que é ou não seguro nessa fase

Ácido hialurônico, óleo de amêndoas, vitamina C, E e zinco estão permitidos nos cuidados com a pele na gravidez, mas outras substâncias não estão. Quais seriam?

Tempo estimado: 5 min

Facebook
Twitter
WhatsApp
Cuidados com a pele na gravidez: o que é ou não seguro nessa fase

Mais do que apenas manter a beleza na gravidez, os cuidados com a pele nesse período são essenciais para que a gestante se sinta mais segura, confiante e saudável.

As temidas estrias, por exemplo, podem causar coceira e resultar em lesões permanentes na região quando não tratadas adequadamente.

Por isso, os cuidados com a pele na gravidez visam também deixar a mulher mais confortável durante e após a gestação.

No entanto, é fundamental se atentar a quais produtos devem ou não ser usados. Isso porque muitas substâncias podem passar a barreira da pele da mãe e chegar até o bebê. Já que considerando que os tecidos do neném ainda estão em formação, essa influência externa pode afetar esse desenvolvimento e causar alterações no seu organismo.

Mas não se preocupe! Com a orientação certa você pode usar desde produtos para hidratação, cremes anti-acne, anti-idade, protetor solar e, assim, evitar manchas, celulites e outras complicações da pele características da gestação.

Confira, agora, quais são os cuidados com a pele na gravidez, incluindo os produtos e substâncias que podem ou não ser utilizados.

O que usar nos cuidados com a pele na gravidez

Durante a gestação o corpo da mulher passa por inúmeras mudanças bastante significativas. Por conta dos hormônios, seu organismo responde de diversas formas, e uma delas é causando alterações na pele.

Assim, um dos efeitos mais comuns costuma ser o surgimento de melasmas. Tratam-se de manchas escuras que tendem a aparecer na região do rosto, afetando testa, bochechas, nariz e queixo.

De modo geral, os melasmas desaparecem ao término da gestação. Porém, os cuidados com a pele na gravidez podem ajudar a evitar essa condição, ou mesmo contribuir para que aconteça em um grau menor.

Além disso, as estrias são outra queixa bastante comum entre as mulheres grávidas, e são raros os casos das que não têm esse problema durante a gestação. Logo, elas são faixas avermelhadas que surgem na pele devido ao seu estiramento. Já que, durante a gravidez, eles surgem devido ao crescimento da barriga e ao ganho de peso.

Por isso, incluir produtos para hidratar a região é um dos cuidados com a pele na gravidez que contribui bastante para diminuir esse problema e evitar que ele deixe marcas ao término desse período.

No entanto, tanto os produtos para essa finalidade quanto para tratar outros problemas de pele, requerem atenção especial das mulheres.

Como dissemos no início deste artigo, algumas substâncias podem ser prejudiciais para o bebê, e isso não só durante a gestação, mas também na fase de amamentação.

Assim, alguns produtos e substâncias que podem ser utilizados sem receios são: 

protetores solares físicos;
água termal;
manteiga de karité;
glicerina
óleo de amêndoas;
ácido hialurônico;
zinco;
vitamina C e E.

Protetores solares físicos  

Os protetores solares físicos são aqueles cujas substâncias não são absorvidas pela pele. Justamente por essa característica, são os indicados para grávidas.

Com relação ao fator de proteção, o indicado é escolher os que têm FPS 30. O motivo é que eles protegem a pele contra a ação nociva dos raios solares, mas ainda permitem que a absorção seja suficiente para beneficiar mãe e bebê.

Água termal

A água termal pode ser usada para diferentes funções, por isso, é uma forte aliada nos cuidados com a pele na gravidez.

Ela ajuda a hidratar e a acalmar a região, suaviza irritações e coceiras, protege de agressões diárias, como as causadas pelo atrito das roupas, e tem ação antioxidante.

Manteiga de karité

Potente hidratante natural, a manteiga de karité também atua como uma barreira protetora contra os raios UVA e UVB. 

Desse modo, produtos a base dessa substância ajudam a reter umidade e melhorar a elasticidade da pele, o que pode contribuir para evitar o surgimento de estrias.

Glicerina

A glicerina entra na lista de substâncias indicadas para os cuidados com a pele na gravidez, pois tem propriedades lubrificantes e hidratantes, além de emolientes e umectantes.

Óleo de amêndoas

Mais um potente hidratante, o óleo de amêndoas é bastante indicado para regiões mais ressecadas, como cotovelos, joelhos e pés, porque ajuda a reter água e manter a região hidratada.

Ácido hialurônico

O ácido hialurônico ajuda a diminuir marcas de expressão e rugas, e a combater o envelhecimento precoce. Dessa maneira, ele entra na lista dos produtos para cuidados com a pele na gravidez por melhorar a qualidade do colágeno e por preservar a hidratação da pele.

Zinco

O zinco, por sua vez, tem ação cicatrizante, efeito anti-inflamatório que ajuda a diminuir a oleosidade e contribui para a formação das células da pele.

Vitamina C e E

Já os produtos com vitamina C e E nos cuidados com a pele na gravidez, são indicados por serem antioxidantes, proteger da ação dos radicais livres, evitar manchas e hidratar a região sem deixá-la oleosa. 

O que deve ser evitado nos cuidados com a pele na gravidez

E como dissemos inicialmente, há também as substâncias que devem ser evitadas nos cuidados com a pele na gravidez. As que mais se destacam são: 

cremes com ureia: seus ativos penetram na pele e podem chegar até o bebê;
ácido salicílico e ácido retinóico: ambos provocam efeito irritativo que aumenta a dilatação dos vasos sanguíneos, além de causarem descamação.

Na dúvida de quais produtos usar nos cuidados com a pele na gravidez, não deixe de consultar um profissional da área para te orientar.

Gostou? Então, confira o site da Pague Menos e adquira os produtos que você precisa, com qualidade, referência e, ainda, descontos imperdíveis!