Logo Sempre Bem
Ícone de busca
Ícone do ecommerce
Ícone de busca

7 Dicas para evitar o envelhecimento da pele dentro de casa

Cuidados com a pele devem ser mantidos em casa para evitar o envelhecimento celular cutâneo

Tempo estimado: 3 min

Facebook
Twitter
WhatsApp
7 Dicas para evitar o envelhecimento da pele dentro de casa

Por: Ladinne Campi

O envelhecimento da pele se dá através de hábitos intrínsecos ou extrínsecos. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), o primeiro nada mais é do que a passagem natural do tempo. Já o segundo, trata-se de fatores ambientais, muito relacionados aos hábitos de vida, como por exemplo o fotoenvelhecimento decorrente da exposição excessiva ao sol.

Mas o que pouca gente sabe é que, mesmo dentro de casa, é possível contribuir com o envelhecimento precoce da pele. E já que se proteger e evitar a circulação do vírus da Covid-19 é palavra de ordem, nada mais justo do que seguir o passo a passo de cuidados e manter a pele maravilhosa!

1. LIMPEZA, SIM!

Manter a cutis higienizada é o primeiro passo, até para quem dispensa maquiagem. Tanto a oleosidade quanto as sujidades presentes no ar podem trazer prejuízos como acne e envelhecimento precoce. Por isso, certifique-se de usar um sabonete próprio para o seu tipo de pele. Depois, não vale esquecer de aplicar um tônico para fechar os poros, reequilibrar o pH da pele e fazer a remoção completa de resíduos.

2. DE OLHO NA TEMPERATURA

Aí vai um alerta para quem é fã de banhos quentes: água em altas temperaturas retira a oleosidade natural da pele. Isso significa que, com a barreira cutânea afetada, a pele fica desidratada. É aí que entra o tal "efeito rebote", afinal, a pele produz mais sebo para compensar o ressecamento.

3. SONECA EM DIA

Um sono reparador estimula a renovação celular e elimina os radicais livres, responsáveis pelo estresse oxidativo. Ou seja: sem uma boa noite de sono é praticamente impossível garantir uma pele saudável e longe das temidas rugas.

4. POR FALAR EM SONO...

Você sabia que a posição de dormir pode facilitar o surgimento de rugas estáticas? As "rugas do sono" ou sleeplines se formam devido a pressão do rosto sobre o travesseiro e apresentam-se em forma de vincos e linhas na face e no colo.

5. DIGA-ME O QUE COMES E TE DIREI COMO VAI A SUA PELE

Não tem jeito: nós somos o que comemos. Alimentos ricos em açúcar branco provocam um fenômeno chamado glicação, onde as fibras de colágeno são degeneradas. De forma simples, isso significa que uma alimentação pró-inflamatória prejudica o aspecto da pele e acelera o envelhecimento cutâneo.

6. PROTETOR SOLAR, O AMIGO DE TODAS AS HORAS

Que atire a primeira pedra quem nunca deixou de passar protetor solar só porque iria ficar em casa?! Se você se identificou, é hora de mudar os hábitos em 3,2,1! A radiação UVA é capaz de atravessar janelas, e não só isso: a luz azul, presente em TVs, tablets, computadores, celulares e dispositivos eletrônicos em geral, penetra em todas as camadas da pele. Dê preferência a protetores solares com cor, que possuem eficácia comprovada nestes casos.

7. MENOS CELULAR, MENOS RUGAS

O uso constante do celular também tem relação direta com rugas na região do pescoço. O fenômeno tem nome e se chama "tech neck", resultado dos movimentos musculares que fazemos na região sempre que abaixamos a cabeça para checar o telefone. Uma boa forma de amenizar esse efeito é apostar em produtos específicos para colo e pescoço.